Breaking News

Velha Guarda da Mangueira se apresenta na Pavuna nesse domingo 25

Haroldo Costa e DeVictor Produção, assinam o espetáculo: Velha Guarda da Mangueira – 60 anos de Glórias. Dia 25 de setembro (Domingo)   velha-guarda-da-mangueira-2-credito-fernando-capao A Velha Guarda Show da Bateria da Mangueira,se apresenta , no próximo dia 25 de Setembro, na Arena Jovelina Perola Negra, na Pavuna, com o projeto Velha Guarda da Mangueira – 60 anos de Glórias. O show tem direção geral de Haroldo Costa e produção DeVictor, parceria que já dura há 6 anos. E o melhor, com ingresso, por R$ 1 real. O projeto trata-se de um espetáculo em que comemoração ao 19° título do carnaval carioca (2016) e também os 100 anos de sambas e aos 60 anos de fundação da Velha Guarda da Mangueira, criada em 1956, por Cartola, Carlos Cachaça, Aluísio Dias, entre outros bambas da verde e rosa. O espetáculo com duração de 1h30, conta com os melhores e mais experientes músicos da escola. Um verdadeiro misto de nostalgia, relembrando grandes sucessos. Um pouco sobre o espetáculo - O espetáculo começa com os músicos entrando no palco de mãos dadas cantando o hino da escola "Exaltação à Mangueira" (Mangueira, teu cenário é uma beleza...), à capela. Seguida por uma saudação, o mestre e presidente de Honra da Estação Primeira de Mangueira, Nelson Sargento, é convidado para contar brevemente, como nasceu a Velha Guarda da Mangueira e em seguida começa a apresentação musical com o samba de sua autoria "Agoniza Mais Não Morre", que é acompanhado musicalmente pelo grupo. A partir daí, a Velha Guarda Show da Bateria da Mangueira conta e canta as histórias das diversas músicas que contemplam o repertório de sambas, como: "As Rosas Não Falam", "O Mundo É Um Moinho", "Acontece", "Corra e Olha o Céu", passeando ainda por "A Flor e o Espinho", "Pranto de Poeta", "A Mais Querida", assim como "Sei Lá Mangueira", "Fofoca no Morro", "Tem que Respeitar Meu Tamborim", "Alvorada", "Cântico a Natureza", "A Mangueira Não Morreu", clássicos como "Samba Festa de Um Povo" e "Sempre Mangueira", entre outras canções e termina com o samba "Mangueira - A Maior Escola de Samba do Brasil", que é um dos sambas inéditos, que faz alusão ao título de maior escola de samba do Brasil.   velha-gurada-da-mangueira-cred-fernando-capao Domingo 25 de Setembro Arena Jovelina Pérola Negra Apresentação às 16h Endereço: Praça Ênio – Pavuna Tel: 2886 3889 Capacidade: 320 lugares   Fonte: ASCOM Bia Saldanha Sócia Diretora Bi & Ro Assessoria de Comunicação
Telefone: 21 2508 6245
Celular: 21 98107 1450
Endereço: Av. Rio Branco, 120 / Sala 608 Centro - RJ

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *