Breaking News

Videntes divergem sobre o futuro político da presidente Dilma

Tatiana Moraes | 11/10/2015 07:49 – Atualizado em 11/10/2015 07:49

 

 

Luiz Costa/Hoje em Dia Cigano diz que Dilma fica no governo até 2018; sensitiva Maria José prevê o agravamento da crise
Luiz Costa/Hoje em Dia
Cigano diz que Dilma fica no governo até 2018; sensitiva Maria José prevê o agravamento da crise

No começo do ano, o pai-de-santo Roberval Uzêda invadiu o Planalto para entregar uma carta a Dilma Rousseff. No texto, aconselhava a presidente a redobrar os cuidados com Eduardo Cunha, presidente da Câmara, principal inimigo dela, segundo ele. Agora, Pai Uzêda, como é conhecido, volta à cena. De acordo com ele, esta será a semana da justiça. “Os orixás dizem que os fortes começam a cair nesta semana”, garante.

Entre os fortes, cita Eduardo Cunha, o senador Romero Jucá, o ministro Aloizio Mercadante, o ex-presidente Lula e até mesmo Dilma Rousseff, que não escaparia de um processo de impeachment.

“Já alertei a presidente sobre Cunha”, diz, atribuindo as informações aos búzios.
Ainda de acordo com Uzêda, o ex-presidente Lula será desmascarado e decepcionará todos os que acreditaram nele. “Os búzios dizem que durante o depoimento dele na “Lava Jato” haverá contradições. Lula passará de informante a réu”, prevê. Os julgamentos começam em março do ano que vem, se as previsões do pai-de-santo estiverem corretas.

Sobre Fernando Pimentel, os búzios de Pai Uzêda apontam que o governador, investigado devido à suspeita de desvio de recursos públicos para a campanha, pode não terminar o mandato. “A ameaça é grande”, diz.

Outras visões

Além de Uzêda, o Hoje em Dia ouviu outros dois videntes de Belo Horizonte. Assim como Pai Uzêda, ambos são unânimes com relação aos desdobramentos da crise econômica. Segundo eles, há luz no fim do túnel. Mas só no fim mesmo. Por enquanto, o cenário permanece nebuloso, com elevação da inflação e do dólar. No começo de 2016, a economia tomará um leve fôlego, prevê o vidente Alexandre Cigano.

“O Brasil não terá melhoria até dezembro. Em janeiro, o desemprego registrará uma pequena queda e a situação será amenizada em parte”, afirma. No lado político, porém, ainda há muita coisa por vir. Ele também prevê a queda de Cunha, investigado por suspeita de manter contas secretas na Suíça.

Mas, diferentemente do que acredita Pai Uzêda, Cigano garante que a presidente vai até 2018. “Dilma veste uma armadura e não sofrerá impeachment. Se sair, será uma renúncia por motivo de doença. Ela deve se preocupar com atentados, principalmente os que pareçam acidentes”, alerta.

2018

A taróloga e sensitiva Maria José Lima também não vislumbra impeachment. Ainda de acordo com ela, se porventura a presidente deixar o mandato, quem assumir o governo não conseguirá se reeleger no próximo mandato. Sobre a crise, as cartas do tarô de Maria José apontam para um alongamento do problema.“Ela vai até 2018. Até lá, o governo vai administrar o ambiente. Serão altos e baixos”, diz.

Para a próxima eleição, a taróloga afirma que não há nada definido. “Se Lula saísse candidato não conseguiria se eleger. Mas isso é hoje. Tudo pode mudar”, enfatiza. Os astros, reforça, indicam que o próximo presidente será um rosto novo. “Mas não podemos esquecer que uma pessoa conhecida pode aparecer repaginada, como se fosse novidade. Mesmo sem ser”.

 

 

 

Extraído do blog Hoje em Dia, do portal de notícias R7
http://www.hojeemdia.com.br/noticias/videntes-divergem-sobre-o-futuro-politico-da-presidente-dilma-1.351742

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *