Breaking News

Workshop gratuito de danças africanas e afrobrasileiras no Sesc Bom Retiro

Publicado há 2 dias – em 2 de março de 2016 » Atualizado às 10:58

 

brasil-e-africa-opcao2-700x250

 

No período de 16 de março a 13 de abril, quartas e sextas, das 19h às 20h30, o Sesc Bom Retiro oferece o curso de dançaBrasil – África: Diálogos Dançantes, ministrado pela bailarina Regina Santos. As inscrições estarão abertas na Central de Atendimento a partir de 23 de fevereiro, e a atividade é gratuita.

Do Idanca

O curso pretende promover encontros que abordem danças africanas e afro-brasileiras tradicionais, estabelecer diálogo entre elas e perceber suas semelhanças, além de destacar a musicalidade, a movimentação, as origens do gestual e suas relações com uma corporeidade específica presente na cultura negra. As danças e as influências que recebem dos aspectos ritualísticos, sociais, hierárquicos serão destacadas durante o processo para estimular o interesse pela cultura africana.

Regina Santos, que ministrará a atividade, é bailarina, historiadora (Unicamp-Campinas), arte-educadora e pesquisadora da cultura tradicional africana e afro-brasileira. Com formação em danças brasileiras e africanas no Brasil (Casa de Cultura Tainã, Instituto Brincante, Funceb), e no exterior (École des Sables-Senegal, Centre Momboye-Paris).

 

Curso Brasil-África: Diálogos Dançantes
De 16 de março a 13 de abril
Quartas e sextas, das 19h às 20h30
Classificação: 12 anos.
Atividade Gratuita

Sesc Bom Retiro
Al. Nothmann,185 – Campos Elíseos, São Paulo, SP
Tel.: 11 3332 3600.

 
Extraído do Blog de Cultura Negra Geledés
Leia a matéria completa em: Workshop gratuito de danças africanas e afrobrasileiras no Sesc Bom Retiro – Geledés http://www.geledes.org.br/workshop-gratuito-de-dancas-africanas-e-afrobrasileiras-no/#ixzz41u6VEMmS
Follow us: @geledes on Twitter | geledes on Facebook

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *