Breaking News

Xangô Rezado Alto relembra Quebra dos Terreiros

Maceió 14h02, 29 de Janeiro de 2014

 

Priscylla Régia/Alagoas24Horas/Arquivo

foto
“Xangô Rezado Alto”
  A edição 2014 do projeto Xangô Rezado Alto está marcada para a próxima sexta-feira (31) e deve reunir representantes de comunidades tradicionais e de grupos de matrizes africanas, que sairão em cortejo pelo Centro de Maceió, em memória ao Quebra dos terreiros, ocorrido na capital em 1912. A concentração terá início às 14h, na praça Dom Pedro II. O projeto acontece pelo terceiro ano consecutivo e passa ser realizado pela Prefeitura de Maceió por meio da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC). Nos dois anos anteriores, a manifestação religiosa teve como realizadora a Universidade Estadual de Alagoas (Uneal). De acordo com os organizadores, a programação para esta edição inclui o tradicional cortejo com a participação de casas de candomblé e umbanda, shows e apresentações culturais. O cortejo está previsto para começar às 15h, saindo da Praça Dom Pedro II com destino à praça Marechal Floriano Peixoto, também conhecida como Praça dos Martírios. Lá acontecerão os shows e apresentações culturais. O diretor de Políticas Culturais da FMAC, Keyler Simões, informa que, conforme definido em reunião com as comunidades tradicionais e o Comitê Juventude Viva, durante o cortejo pela Rua do Sol, acontecerão duas paradas em frente ao Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas para visita e saudação à coleção “Perseverança”, que reúne peças recolhidas dos terreiros destruídos em 1912 e na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. A novidade desta edição, segundo Keyler, será a participação de crianças ligadas à religião afro. “Também vamos realizar, durante três domingos do mês de fevereiro, uma edição especial do Giro dos Folguedos com grupos de cultura afro descendentes, que se apresentarão nos tablados montados na praia de Pajuçara, na área reservada ao público e fechado ao trânsito”, acrescenta Keyler. Ainda de acordo com ele, a FMAC vai fornecer toda a estrutura para o evento, além de transporte e alimentação para os grupos participantes. “É sempre bom lembrar que o Xangô Rezado Alto é um evento afro-cultural das comunidades tradicionais de matrizes africanas de Maceió”, reforçou Keyler. “Pedimos a Deus e a Oxalá proteção para todos nós”, declarou Mãe Miriam, uma das babalorixás mais importantes de Alagoas. Já na Praça dos Martírios, local de encerramento do cortejo, será montado um palco para os shows e apresentações culturais com início a partir das 16h. A lista de atrações inclui os grupos Batiquerê, Maracatu Raízes da Tradição, Coletivo Afro-Caeté, Afoxê Odô Yá, Afoxê Ofá Omin e a cantora Luana Costa. Para encerrar o evento, a banda baiana Didá se apresenta às 20h30. Fonte: Ascom FMAC   Extraído do site Alagoas 24h http://www.alagoas24horas.com.br/conteudo/?vCod=184848

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *